Meu único pedido aos professores: não ignorem os corpos!

Sim eu confesso. Perante essa sociedade por vezes tão pragmática, as vezes até fico me questionando sobre a possibilidade de uma aula de arte (como deveria ser) estar nas nossas escolas. Mas ainda assim eu peço, NÃO IGNOREM OS CORPOS que os rodeiam. Sim, não são alunos… pelo menos não naquele sentido unilateral (professor-aluno), ondeContinuar lendo “Meu único pedido aos professores: não ignorem os corpos!”